UniEVANGÉLICA

 

.

DÚVIDAS FREQUENTES:

Quero aproveitar o Enem para conseguir bolsa de estudo na UniEVANGÉLICA? Como faço?

Na UniEVANGÉLICA, a opção pelo aproveitamento do Enem não está vinculada à concessão de bolsa de estudo. Ela é utilizada apenas para classificação.

Somente o PROUNI (programa de bolsa do governo) concede a bolsa - sem vestibular, mediante o aproveitamento da nota do Enem.

O que é necessário para fazer o aproveitamento da nota do Enem na UniEVANGÉLICA?

  • Informar no ato da inscrição o número de inscrição no Enem (12 dígitos).
  • Ter participado de um dos EXAMES de 2012, 2013 ou de 2014.
  • Ter obtido número total de pontos  igual ou superior a 450, tanto na redação, quanto na média total dos pontos alcançados nas provas objetivas.
  • NÃO há aproveitamento para os cursos, Engenharia Civil, Medicina e Odontologia.
  • NÃO é obrigatório.

Como é feito o cálculo para aproveitamento do Enem?

  • Faz-se a verificação do total de pontos alcançados no Enem.
  • Para efeito de classificação, a média do total dos pontos alcançados no Enem será lançada para processamento, junto com a pontuação final dos candidatos que fizeram as provas do Centro Universitário de Anápolis - UniEVANGÉLICA-Sede/Câmpus de Ceres.

Quem solicita o aproveitamento do Enem precisa fazer a prova da UniEVANGÉLICA?

  • Ao solicitar o aproveitamento da nota do Enem, o candidato NÃO FAZ as provas da UniEVANGÉLICA. Concorre apenas com a pontuação do Enem.
  • Os candidatos com melhor desempenho terão maior chance de obter a classificação.

Como faço para conseguir bolsa de estudo na UniEVANGÉLICA?

Consulte sobre o programa de bolsas da UniEVANGÉLICA  pelo link http://www.unievangelica.edu.br/unisocial/ ou informe-se no setor UniSocial pelo telefone (62) 3310-6692.

A UniEVANGÉLICA aceita financiamento pelo FIES?

Sim e para candidatar-se os estudantes devem estar regularmente matriculados.

As inscrições são feitas pelo Sistema Informatizado do FIES (SisFIES) http://sisfiesaluno.mec.gov.br onde o aluno efetiva a inscrição. Feito isto, entrega na CPSA (Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento) no setor de FIES na UniEVANGÉLICA, o formulário impresso, juntamente com a documentação solicitada.

Importante: o MEC não concede FIES aos alunos dos cursos recém-autorizados.

Como o candidato com deficiência deve proceder para se inscrever?

É assegurado à pessoa com deficiência que necessitar de condição especial para realizar as provas, recursos tais como: rampa de acesso ao local de provas, tempo adicional, intérprete de libras, correção diferenciada da prova de redação, ledor de prova, prova ampliada, móvel especial para fazer as provas etc. Tais condições não incluem atendimento domiciliar ou hospitalar.

Terão esses direitos somente os candidatos deficientes que se enquadrarem no Decreto nº. 3.298, de 20 de dezembro de 1999, e suas alterações posteriores. A solicitação deverá ser feita no ato da inscrição e encaminhado a Comissão de Seleção, juntamente com o laudo médico.

Quais as exigências sobre o laudo médico, para o candidato com deficiência?

O laudo médico deverá, obrigatoriamente, ser emitido em formulário próprio obedecendo as seguintes exigências:

  1. ter data de emissão posterior à data de publicação deste Edital;
  2. constar o nome e o número do documento de identificação do candidato; a assinatura do médico especialista na área da deficiência, responsável pela emissão do laudo, com o nome e o número do registro no Conselho Regional de Medicina (CRM);
  3. descrever a espécie e o grau ou nível de deficiência, bem como a sua provável causa, com expressa referência ao código correspondente da classificação internacional de doenças (CID 10);
  4. constar, quando for o caso, a necessidade de uso de próteses ou adaptações;
  5. a condição especial solicitada deverá ser detalhada e justificada pelo médico especialista na área da deficiência, responsável pela emissão do laudo.

O que pode impossibilitar o direito à condição especial solicitada?

  1. O laudo que não for apresentado no formulário próprio (Anexo II) com as informações solicitadas e/ou deixar de atender as exigências contidas no Edital do concurso.
  2. O candidato com deficiência que solicitar atendimento especial no ato da inscrição e NÃO ENTREGAR o laudo médico conforme especificado no Edital do concurso.
  3. O candidato que não submeter-se, quando convocados, à perícia médica no dia e horário determinado perderá a garantia legal de reivindicar este direito e fará as provas sob as mesmas condições dos demais candidatos.

Como deve proceder o candidato que apresentar algum comprometimento de saúde, depois do encerramento das inscrições e necessitar de condições especiais para fazer as provas?

O candidato deverá fazer uma solicitação em formulário próprio (Anexo III) e entregá-la, urgentemente, acompanhado do atestado e laudo médico original, nas unidades de apoio às inscrições relacionadas no Edital do concurso. O atestado médico ou relatório médico deverá especificar o problema de saúde do candidato ou o grau da doença ou enfermidade e a condição especial requerida.

O que NÃO será levado em consideração para atendimento especial?

Os casos de alterações psicológicas e/ou fisiológicas permanentes ou temporárias (gravidez, estados menstruais, indisposições, cãibras, contusões, crises reumáticas, luxações, fraturas, crises de labirintite, entre outros) e os casos de alterações climáticas (sol, chuva e outros) que impossibilitem a realização das provas, diminuam ou limitem a capacidade física dos candidatos, não serão levados em consideração, não sendo concedido qualquer tratamento privilegiado, respeitando-se o princípio da isonomia.

Quais as condições para a candidata que necessitar amamentar durante a realização das provas?

  1. Entregar a solicitação de condições especiais em formulário próprio (Anexo III), juntamente com uma cópia legível do documento de identificação do acompanhante, o qual terá acesso ao local de realização das provas mediante apresentação do documento original de identidade, até o último dia de inscrição.
  2. O acompanhante da candidata ficará em sala reservada para amamentação, sendo o responsável pela guarda da criança no local de realização da prova. Ambos somente poderão sair, quando a saída da candidata for liberada pelo Fiscal.
  3. É DEVER do acompanhante, levar para a sala de amamentação APENAS os materiais de uso pessoal da criança, seguindo as mesmas normas estabelecidas no edital do concurso, para o acesso dos candidatos ao local de provas.
  4. A candidata que não entregar a documentação solicitada e/ou não levar acompanhante não poderá utilizar-se do direito de amamentar durante o período de provas, nem poderá realizar as provas, acompanhada da criança.

Quais são as obras literárias de leitura obrigatória?

Desde 2011, a UniEVANGÉLICA optou por NÃO MAIS INDICAR obras literárias de leitura obrigatória.

A prova de Literatura Brasileira da UniEVANGÉLICA visa avaliar a capacidade de compreensão, de correlação e de identificação, em contextos imediatos ou abrangentes, de aspectos relacionados aos temas e aos constituintes internos de cada gênero literário e dos estilos de época. Serão contempladas obras emblemáticas de períodos literários e/ou de gêneros e espécies da literatura (romance, conto, poema) pertencentes ao cânone literário brasileiro. Assim, a prova abordará o estudo dos gêneros literários, bem como as características estilísticas da ficção, da lírica, do drama e dos períodos literários, abrangendo seus aspectos históricos, ideológicos e temáticos. É importante ressaltar que a literatura, nesse enfoque, aborda as questões essenciais do ser humano, visto em sua dimensão social e simbólica. Possui, portanto, um caráter relevante na elucidação da experiência humana.  Sendo assim, as questões podem apresentar uma carga significativa de interpretação de textos e contextos.  

Qual é o ponto de corte? 

A rigor não há ponto de corte, pois as provas são realizadas em uma única fase e são de caráter classificatório e eliminatório.

A desclassificação (corte) acontece para:

  • o candidato que não for selecionado para a correção da redação, segundo os critérios de estabelecidos no edital;
  • o candidato  ao curso de Medicina que zerar em qualquer uma das disciplinas e/ou não obtiver nota mínima 6 (seis) na Redação, em uma pontuação de zero (0) a dez (10);
  • para Engenharia Civil, o candidato que não obtiver nota mínima 3 (três) na Redação, em uma pontuação de zero (0) a dez (10) e/ou zerar em Física e/ou Matemática.
  • para Odontologia, o candidato que não obtiver nota mínima 3 (três) na Redação, em uma pontuação de zero (0) a dez (10) e/ou zerar em Biologia e/ou Química.
    • Para demais cursos, o candidato que não obtiver nota mínima 3 (três) na Redação, em uma pontuação de zero (0) a dez (10).

Como é feita a publicação do resultado?

A classificação para aprovação final é feita por ordem decrescente de pontos.

A relação com a classificação geral dos candidatos normalmente é afixada na UniEVANGÉLICA, nas proximidades do local das matrículas. O candidato poderá consultar igualmente pelo telefone 08007077722 ou acessar o boletim com o desempenho obtido em todas as disciplinas, pelo portal do vestibular.

A publicação do resultado no endereço eletrônico www.unievangelica.edu.br se restringirá aos candidatos aprovados e convocados, dentro das vagas ofertadas.

O que é reclassificação?

É um processo de aproveitamento de pontos obtidos em vestibulares realizados na UniEVANGÉLICA para preenchimento das vagas remanescentes. Para concorrer à vaga, é necessário que tenha obtido a pontuação mínima exigida para classificação. Os vestibulares permitidos estarão relacionados no respectivo edital e regulamento.

Como solicitar a reclassificação?

A declaração de interesse em vaga será feita pela internet, quando os cursos com vagas remanescentes estiverem definidos. Normalmente isto é possível somente depois de encerradas as matrículas dos aprovados na primeira chamada.

O que são vagas remanescentes?

Cada curso tem um número determinado de vagas autorizadas para oferta. Quando não há preenchimento total, as vagas restantes são denominadas remanescentes.

O que preciso levar no dia das provas?

  • Documento original oficial válido em todo o território nacional, expedido por órgão oficial, DESDE QUE contenham com visibilidade, a FOTO, a ASSINATURA e a IMPRESSÃO DIGITAL do candidato para identificação.
  • Para candidato estrangeiro é permitida a cédula de identidade expedida pelo Ministério das Relações Exteriores ou passaporte com visto válido.
  • Caneta esferográfica com tinta azul ou preta, em embalagem transparente.

A CNH NÃO É aceita como documento de identificação nesse processo.

Quais documentos não serão aceitos no dia das provas?

  • Documentos que NÃO CONTENHAM, em local apropriado e com visibilidade, a FOTO, a ASSINATURA e a IMPRESSÃO DIGITAL do candidato.
  • Documentos ilegíveis ou danificados, nem aqueles com foto "infantil", principalmente naqueles os quais se possa ler: "Não alfabetizado".

O que mais, além do documento posso levar no dia das provas?

  • Caneta esferográfica de tinta azul ou preta, de embalagem transparente.

Perdi, fui furtado(a) ou roubaram meus documentos, o que faço?

Você deverá apresentar no dia das provas uma declaração de furto, roubo ou perda, feita de próprio punho, com o reconhecimento da assinatura registrado em cartório ou documento que ateste o registro de ocorrência em órgão policial emitido com prazo máximo de 60 (sessenta) dias anteriores à data de realização das provas.

Observação: no dia das provas, o candidato sob as condições descritas será submetido à identificação especial, compreendendo: filmagem, fotografia, coleta de dados, coleta de assinatura e de impressão digital em formulário próprio. Caso não se submeta à identificação especial, não poderá fazer as provas.

A identificação especial poderá ser exigida, também, ao candidato cujo documento de identificação apresente rasuras ou dúvidas relativas à fisionomia ou à assinatura do portador.

Onde obter informação sobre o local e a sala de realização das provas?

As informações sobre os locais de provas estarão disponíveis no site da UniEVANGÉLICA, pelo menos 3 (três) dias antes de serem realizadas.

Quais os significados de Bacharelado, Licenciatura e Tecnológico?

São títulos obtidos pelos alunos quando concluem um curso superior (curso de graduação).

O bacharelado é o curso de graduação que habilita para o exercício profissional em uma área definida. Confere ao diplomado competências em determinado campo do saber para o exercício de atividade acadêmica ou profissional. Exemplos: engenheiro, enfermeiro, fisioterapeuta, médico, administrador, advogado, arquiteto, etc.

A licenciatura prepara o estudante para ministrar aula como professor na educação básica, ou seja, habilita a lecionar.
O bacharelado e a licenciatura costumam dividir boa parte do currículo, mas quem prefere a licenciatura pode ter matérias específicas, mais focadas em aspectos pedagógicos.

Os cursos tecnológicos, além do tempo reduzido, têm um objeto de estudo bastante específico. Por exemplo: não há um curso superior tecnológico de odontologia ou de administração, mas é possível encontrar um curso superior de tecnologia em radiologia ou em logística. Como a carga de conteúdo é menor e mais centralizada, os estudos são mais focados.

Quero saber sobre a concorrência dos cursos oferecidos pela UniEVANGÉLICA.

conco


CRE Telefones

UniEVANGÉLICA - Todos os direitos reservados
Como chegar na UniEVANGÉLICA