UniEVANGÉLICA

 

UniEVANGÉLICA lidera projeto inédito de tradução da Bíblia para LIBRAS

03.05.2019

Uma comunidade de mais de 10 milhões de pessoas no Brasil que possuem algum problema auditivo poderá ser beneficiada pela tradução da Bíblia para a Linguagem Brasileira de Sinais – LIBRAS, uma iniciativa da agência missionária canadense Reach beyond; a Wycliffe Associates, sediada nos Estados Unidos e que tem entre suas missões a tradução da Bíblia; e a UniEVANGÉLICA, por meio do UniMISSÕES.

A UniEVANGÉLICA será a gestora do projeto. A iniciativa de tradução das Escrituras Sagradas para a LIBRAS foi chamada de DOT Brasil. Existem mais de 400 línguas de sinais no Brasil, sem tradução integral dos textos bíblicos. A missionária Hosana Seiffert, representante da DOT Brasil, destacou como será o trabalho: “o Brasil hoje se propõe a traduzir a bíblia para a Língua Brasileira de Sinais – LIBRAS em um projeto de cinco anos”.

Nos primeiros dois anos, a tradução do Novo Testamento estará concluída e, três anos depois, será entregue o Velho Testamento Traduzido. “Essa é a ideia, que os surdos brasileiros possam ter acesso a um livro tão importante quanto é a Bíblia”, explica a missionária Hosana Seiffert. Atualmente, a iniciativa está em fase inicial de implantação, com alguns desafios pela frente.

A equipe gestora do DOT Brasil está em busca de voluntários. Equipes de tradução, intercessores, pessoas da área de tecnologia, teólogos, gramáticos na área de LIBRAS, surdos bilíngues cristãos evangélicos, especialistas em tecnologia, cinegrafistas, editores de vídeo, redatores, profissionais da comunicação, lideranças cristãs, intérpretes de LIBRAS, grupos de igrejas e demais interessados no projeto são muito bem vindos. A metodologia para tradução da Bíblia segue 11 passos.

A comunidade surda participará ativamente no processo e trabalharão no projeto, conforme explica a missionária Hosana: “são eles quem traduzem para sua própria língua”. O Brasil tem aproximadamente dois milhões de surdos. O total de pessoas com algum problema auditivo chega a quase 10 milhões de pessoas. Mais de 300 mil pessoas não escutam, com ausência total de audição.

Presidência

Para o Presidente da Associação Educativa Evangélica, Ernei de Oliveira Pina, a instituição é privilegiada por participar da iniciativa. “Há uma comunidade de surdos no Brasil e no mundo inteiro que tem uma representação enorme”, explica sobre a relevância da iniciativa. “Que haja um esforço para que, pela primeira vez, a Bíblia seja traduzida na Língua Brasileira de Sinais e, com isso, as pessoas possam ter acesso ao conteúdo da palavra de Deus”, acrescenta.

O Presidente Ernei chamou a iniciativa de “um projeto gigante, que tem um alcance enorme”, já que uma parcela pequena da comunidade surda tem acesso ao conteúdo da Bíblia. “Esses homens e essas mulheres que foram movidos por essa paixão de ajudar os surdos começaram a se organizar através de missões e grupos de trabalho no mundo inteiro. No Brasil, em especial, eles precisavam de uma instituição acadêmica para dar consistência à iniciativa, que deverá envolver toda a comunidade acadêmica”, explica.

Essência

Conforme indicou o presidente da AEE, Ernei de Oliveira Pina, o projeto para tradução da bíblia em LIBRAS vai ao encontro da confessionalidade, que é marca registrada da instituição: “o mundo todo está abrindo os olhos para essa comunidade esquecida, que não tem voz e que, por não ouvirem, também não são ouvidas. Eles estão quebrando o silêncio dessa comunidade. Acho que, tudo o que pudermos fazer no sentido de alcança-los – eles são considerados povos não alcançados – é fundamental para que eles possam integrar a comunidade, possam participar da vida de uma forma mais clara, mais limpa, mais comum no seu dia-a-dia”.

Ele ressalta ainda a relevância social, religiosa e espiritual da iniciativa. “A UniEVANGÉLICA, por ser uma instituição confessional, está sempre pronta, de braços abertos”,  concluiu.

UniMISSÕES

Pastor Rocindes Correa, coordenador do UniMISSÕES, afirmou que o projeto para tradução da Bíblia em LIBRAS será um marco na história da UniEVANGÉLICA e importante para a propagação do evangelho: “As línguas de sinais são como se fossem a língua de um povo, que tem sua identidade étnica e linguística”.

“A bíblia deve ser traduzida para a língua do coração”, continua. Ao terem uma Bíblia própria, a comunidade surda poderá ter acesso à Palavra de Deus por meio de uma linguagem que reflita sua base de valores, formas de pensar, dinâmica linguística e pensamento. O apoio metodológico e acadêmico da UniEVANGÉLICA é essencial, conforme indicou.

A Bíblia em LIBRAS será disponibilizada em um aplicativo a ser desenvolvido pela equipe de voluntários. O conteúdo poderá ser utilizado por qualquer pessoa surda que conheça a Linguagem Brasileira de Sinais. “Temos que admitir, como igreja brasileira, que a comunidade surda estava um pouco alheia”, ressaltou o Pastor Rocindes Correa. “É uma iniciativa de grande impacto para o reino de Deus”, concluiu.

Interessados em atuar como voluntários podem entrar em contato com a DOT Brasil pelo telefone (61) 991198493

 



 





UniEVANGÉLICA - Todos os direitos reservados
Como chegar na UniEVANGÉLICA