UniEVANGÉLICA

 

UniEVANGÉLICA e Fapeg firmam parceria no valor de R$ 2,5 milhões para Pós-graduação Stricto Sensu

21.12.2018

A presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Goiás (Fapeg), Maria Zaira Turchi, esteve na quarta-feira, dia 19 de dezembro, na Reitoria da UniEvangélica, em Anápolis, onde foi homenageada pelo trabalho realizado à frente da Fapeg desde 2011. Estiveram presentes o reitor da UniEVANGÉLICA, Carlos Hassel Mendes da Silva; o pró-reitor de Pós-Graduação, Pesquisa, Extensão e Ação Comunitária, Sandro Dutra e Silva; a pró-reitora acadêmica, Cristiane Martins Rodrigues Bernardes; o vice-coordenador do PPG em Sociedade, Tecnologia e Meio Ambiente e conselheiro do Consup, Francisco Itami Campos; o diretor administrativo, Lúcio Carlos de Carvalho Boggian; além de pesquisadores contemplados por editais da Fapeg e professores da instituição.

O pró-reitor, Sandro Dutra, ressaltou que desde o início da gestão da professora Zaira, a UniEVANGÉLICA recebeu o apoio da Fundação, o que permitiu realizar o sonho de inserir pesquisadores da instituição na pesquisa, ciência e inovação nacional e internacionalmente. Segundo Dutra, foram investidos mais de R$ 1,2 milhão em editais da Fapeg e parceiros, nos anos de 2017 e 2018, na UniEvangélica, e mais de R$ 1 milhão em apoio a bolsas.

“O valor disso vai além do financeiro. Isso nos permite sonhar, acreditar na pesquisa e a desenvolver os nossos projetos. Com a parceria da Fapeg, ampliamos as nossas redes de contato, obtivemos mais visibilidade internacionalmente e criamos Grupos de Trabalho. A nossa revista, em pouco tempo, expandiu. A gente não conseguiria tudo isso sem o apoio da Fapeg”, afirmou Sandro Dutra.

Itami Campos lembrou que com o passar dos anos, a UniEVANGÉLICA foi mudando a ótica em relação à importância da pesquisa, valorizando e investindo na Pós-Graduação Stricto Sensu. Ainda ressaltou o papel da Fapeg em promover ações de interiorização da pesquisa, dando a oportunidade de os pesquisadores do interior desenvolverem suas pesquisas e conquistarem reconhecimento em âmbito nacional e internacional.

De acordo com o reitor da UniEVANGÉLICA, Carlos Hassel, a Fapeg hoje é uma referência para o Brasil que mudou o perfil de Goiás quanto à pesquisa e à ciência. “Essa trajetória da UniEVANGÉLICA não seria possível se a gente não tivesse uma agência de fomento no estado e a Fapeg abriu oportunidades em outros meios de fomento à pesquisa, o que tem ajudado a consolidar nosso projeto de implementar a pesquisa e inovação na instituição”, disse.

A presidente da Fapeg, Maria Zaira Turchi, salientou que o sentimento é de gratidão por ter a sensação de dever cumprido. Ela comentou sobre os desafios desde o início da sua gestão e que hoje a Fundação está consolidada com atuação nos pilares pesquisa, inovação e na formação de recursos humanos altamente qualificados. Zaira Turchi ressaltou a importância de se investir na pesquisa básica, estimulando e financiando os pesquisadores para que haja respostas na ciência, especialmente em momentos de emergência.

“Hoje, a Fapeg está no mapa brasileiro e é considerada entre as mais importantes fundações. Participamos de todos os convênios com Capes, CNPq e Finep, e sempre tivemos propostas aprovadas. O que nos move é a capacidade de nossas instituições e dos nossos pesquisadores. Minha emoção é de estar fechando um período de dois mandatos com a certeza de que fizemos o papel que uma Fundação deve fazer”, ressaltou.

Assinatura de convênio

Na ocasião, a presidente da Fapeg, Maria Zaira Turchi, e o reitor da UniEVANGÉLICA, Carlos Hassel Mendes da Silva, assinaram um convênio no valor de R$ 2,5 milhões, com o objetivo de consolidar a pós-graduação stricto sensu na instituição para o fortalecimento das linhas de pesquisas, proporcionando aos pesquisadores condições para desenvolverem pesquisas de ponta com relevância e impacto social.

Com informações da Assessoria de Comunicação Social da Fapeg




UniEVANGÉLICA - Todos os direitos reservados
Como chegar na UniEVANGÉLICA