UniEVANGÉLICA

 

CAPES aprova doutorado da UniEVANGÉLICA em Ciências Ambientais

Centro Universitário de Anápolis é a primeira instituição de ensino superior privada do Estado de Goiás a oferecer programa para formação de doutores nesta área do conhecimento

O Centro Universitário de Anápolis – UniEVANGÉLICA teve o seu programa de Doutorado em Ciências Ambientais aprovado na Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior do Ministério da Educação (MEC). Com isso, a instituição se torna a primeira da rede particular do Estado de Goiás com autorização para formar doutores na área. A conquista do Doutorado foi celebrada pelo Pró-reitor de Pós-graduação, Pesquisa, Extensão e Ação Universitária, Prof. Dr. Sandro Dutra e Silva.

“Toda a equipe da Pró-reitoria de Pós-graduação, Pesquisa, Extensão e Ação Comunitária (PROPPE) se sente motivada e grata com o importante apoio recebido da Reitoria e Mantenedora para os projetos institucionais voltados à pesquisa e pós-Graduação”, evidenciou o Professor Sandro Dutra e Silva. A comunidade universitária celebrou este momento histórico para a UniEVANGÉLICA, que se torna a única instituição de ensino superior (IES) privada a oferecer Doutorado no município de Anápolis. No Estado de Goiás, a UniEVANGÉLICA é a primeira IES particular que vai possibilitar a formação de doutores em Ciências Ambientais.

Para o Reitor Carlos Hassel Mendes, os avanços em pesquisas que ocorreram nos últimos anos na UniEVANGÉLICA colocam a instituição como protagonista na produção de conhecimento, em Anápolis e no estado de Goiás. “Estamos a caminho de nos tornarmos uma universidade. A conquista de um doutorado para a instituição é um passo importante nesse caminho que estamos trilhando. Entendemos que esta vitória nos permite sonharmos com novos cursos e novas ofertas de campos de pesquisa”, vislumbrou.

"Estamos muito orgulhosos por esta conquista da UniEVANGÉLICA. A Associação Educativa Evangélica vai continuar atuando em todas as suas mantidas para o aumento do número de pesquisas, cursos e demais ações que beneficiem a comunidade. O Doutorado em Ciências Ambientais será uma referência para todo o Estado de Goiás. A partir desta conquista, diversas outras vitórias virão", destacou o chanceler do Centro Universitário de Anápolis e presidente da Associação Educativa Evangélica, Ernei de Oliveira Pina.

O Programa de Pós-Graduação em Sociedade, Tecnologia e Meio Ambiente (PPG STMA) formará mestre e doutores em Ciências Ambientais. O PPG STMA possui duas linhas de pesquisa: Biodiversidade e Desenvolvimento Sustentável e Desenvolvimento e Territorialidade, que dedicam-se a discutir o Meio Ambiente na interface social e natural. “Temos como principal objetivo debater as questões ambientais a partir do diálogo entre sociedade e natureza. Agora com o doutorado, o PPG STMA ampliará ainda mais sua atuação junto à comunidade acadêmica, visando promover a melhoria da qualidade de vida da população de Anápolis”, ressaltou a coordenadora do Programa de Pós-graduação em Sociedade, Tecnologia e Meio Ambiente (PPSTMA) da UniEVANGÉLICA, Profa. Dra. Giovana Tavares.

O Programa de Pós-graduação do Centro Universitário de Anápolis – UniEVANGÉLICA se destaca também pela participação de profissionais de diversas áreas do conhecimento. A proposta ambiental se tornou ao longo dos últimos anos um atrativo para estudiosos da área. Os temas pesquisados no PPG STMA incluem também políticas públicas, história ambiental, educação ambiental, pesquisas sobre produtos naturais e fármacos, identificação de espécies de plantas que podem ser utilizadas na produção de medicamentos, entre outros.

“Temos uma história que começou em 2006. Hoje, após 12 anos de criação do Programa, são aproximadamente 180 dissertações de mestrado defendidas. Conseguimos atender a uma demanda significativa de profissionais que atuam em todo o país e que buscam aprimorar seus conhecimentos na UniEVANGÉLICA. Com o doutorado, vamos ampliar os estudos no setor e contribuir com pesquisas desenvolvidas em Goiás e no Brasil”, acrescentou a Professora Giovana Tavares.

O Programa de Pós-graduação em Sociedade, Tecnologia e Meio Ambiente (PPSTMA) da UniEVANGÉLICA possui importantes parcerias com Instituições de pesquisa nacionais e internacionais e empresas, além de trabalhos realizados em parceria com a Prefeitura Municipal de Anápolis no campo da Educação Ambiental.

De acordo com dados do PPSTMA, mais de 350 pessoas são envolvidas por ano na discussão de temas ambientais junto à comunidade. E como forma de divulgar todo o conhecimento produzido, a Revista Fronteiras, publicação científica institucional, fortalece o Mestrado e o Doutorado da instituição, além do Simpósio Nacional de Ciência e Meio Ambiente, que acontece há 9 anos, juntamente com a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia.

Programa de Pós-Graduação em Sociedade, Tecnologia e Meio Ambiente - Área de concentração

Sociedade Tecnologia e Meio Ambiente - está na interface entre dois grandes sistemas indissociáveis, social e natural, cuja intersecção demanda diversidade de competências e atuação interdisciplinar com constante colaboração, trocas de conhecimento e convergência. Especificamente nesta proposta, esta interface se realiza na conexão entre biodiversidade e territorialidade, no contexto dos ecossistemas do Cerrado e da identidade cultural e territorial representando a complexidade das relações humanas no uso e conservação dos recursos naturais. Essa interface é executada de forma interdependente nas duas linhas de pesquisa propostas, Biodiversidade e Desenvolvimento Sustentável e, Desenvolvimento e Territorialidade, a partir das quais a relação sociedade e meio ambiente torna-se campo fértil para pesquisas na perspectiva socioambiental voltadas ao desenvolvimento sustentável, conforme preconiza Área de Ciências Ambientais.

Linhas de pesquisa

Biodiversidade e Desenvolvimento Sustentável -  Essa linha tem como objetivo abordar, de forma interdisciplinar, o uso e a conservação da biodiversidade do Cerrado e suas interações biológicas e ecológicas; estudar o uso e ocupação da terra e dos recursos hídricos visando compreender a interface das relações humanas no uso e conservação dos recursos naturais; pesquisar a biodiversidade considerando a complexidade dos ecossistemas e a indissociabilidade entre sistemas natural e social, gerando subsidio para o desenvolvimento sustentável no Cerrado.

Desenvolvimento e territorialidade – Essa linha tem por objetivo analisar e avaliar as ações  e intervenções do Estado na preservação do meio ambiente, considerando territorialidades urbana e rural; compreender os efeitos da degradação ambiental na saúde humana; estudar a relação entre sociedade-natureza nos processos históricos de intervenção no meio ambiente, com ênfase na história e educação ambiental; compreender a identidade cultural e territorial expressa nas relações humanas, no uso e na conservação dos recursos naturais.




UniEVANGÉLICA - Todos os direitos reservados
Como chegar na UniEVANGÉLICA