UniEVANGÉLICA

 

Cursos da UniEVANGÉLICA terão disciplina ‘Cidadania, ética e espiritualidade’

10.01.2017

Uma grande mudança está em implantação no Centro Universitário de Anápolis - UniEVANGÉLICA, que irá se estender às demais mantidas da Associação Educativa Evangélica.

A disciplina Cultura Religiosa, hoje ofertada aos cursos da instituição a partir do 3º período, passará a se chamar Cidadania, Ética e Espiritualidade. De acordo com o Capelão Universitário Heliel Carvalho, o objetivo é aliar o conteúdo didático a questões humanitárias e sociais.

Ele destaca um “avanço ainda maior, porque agora todos os alunos vão participar de um projeto onde eles vão por a mão na massa e fazer um link entre a sua profissão e a ajuda social”.

Durante todo o semestre, os acadêmicos visitarão instituições assistenciais e de ajuda humanitária no município de Anápolis, onde colherão dados sobre a situação das pessoas que são beneficiadas nestes locais.

Serão coletadas dados familiares, de saúde, estado psicológico e condição social, para a confecção de um relatório que será entregue ao professor responsável pela disciplina. O objetivo, conforme explica o pastor Heliel, é promover um “choque de realidade” junto aos estudantes.

Os alunos também serão incentivados a analisar a situação das instituições visitadas e a levantar suas necessidades estruturais e administrativas, propondo melhorias, de acordo com cada área do conhecimento.

A disciplina vai oferecer a possibilidade para que os acadêmicos pratiquem o conteúdo de sala de aula e ainda tenham a chance de contribuir com o desenvolvimento da sociedade, seja oferecendo atendimento em saúde, por exemplo, ou promovendo mudanças nas estruturas das instituições atendidas.

Dentro das visitas que serão feitos por meio da disciplina Cidadania, Ética e Espiritualidade, será ainda proposto que os alunos participantes arrecadem doações às entidades e contribuam para que elas se mantenham em funcionamento.

Já em 2016, este tipo de ação começou a ser implantada, em quatro cursos. Alunos de Engenharia de Computação, Farmácia, Psicologia e Odontologia promoveram um trabalho junto a diversas instituições e agora a iniciativa será ampliada para as demais áreas.

O Capelão Universitário Heliel Carvalho destaca a “beleza do projeto” e explica que estas ações buscam ainda “verbalizar e viver a confessionalidade cristã, bem presente em todas as mantidas da Associação Educativa Evangélica”.

Já no primeiro semestre de 2017, esta proposta será colocada em prática, dando ao aluno a possibilidade, ainda de acordo com o reverendo Heliel, de sofrer um “impacto social, para formá-lo como um verdadeiro cidadão”.

Um dos grandes trunfos de levar a questão humanitária para a sala de aula é aliar ciência e projetos sociais, promovendo uma “descrição científica de um relato social”. “Quantos alunos não podem nisso até encontrar a sua vocação?”, questiona.

Para ele, a demanda social é grande e iniciativas como esta podem ajudar a minimizar os problemas enfrentados pela sociedade: “eu acho que a demanda é sempre maior do que nós podemos suprir. Sempre as demandas são maiores do que as potencialidades. E é por isso que a universidade precisa ampliar o seu braço, que é chamado de extensão e, de preferência, uma ampliação humanizada e com espiritualidade. Seria justamente o caráter holístico”.




UniEVANGÉLICA - Todos os direitos reservados
Como chegar na UniEVANGÉLICA