Câncer de orofaringe


    • O câncer de orofaringe manifesta-se usualmente como uma lesão ulcerada, mal definida, dolorosa, em um dos lados da linha mediana do palato mole. O tumor de orofaringe se localiza no palato mole e invade o palato duro e pode também invadir osso ou, ocasionalmente,a cavidade nasal, enquanto as lesões infiltrantes podem estender-se para nasofaringe(LEVY,1987)
    • A manifestação clínica do carcinoma de orofaringe depende do tamanho da lesão e da sua localização, sendo que as lesões de pequenas dimensões são geralmente assintomáticas.(YAMASHIRO e SOUZA;2007)
    • Os sintomas iniciais são normalmente dor ou dificuldade ao engolir (disfagia). A dor pode ser fraca ou aguda, e freqüentemente é irradiada para o ouvido. (NEVILLE,2004). Quando ocorre o comprometimento da nasofaringe,as seguintes características clínicas podem estar presentes, dependendo do grau de acometimento das estruturas vizinhas e do tamanho da lesão: otite média serosa, cefaléia, obstrução nasal, epistaxe, "dor de garganta", trismo e proptose. Outros sintomas menos comuns podem estar presentes, como hemotímpano, massa periauricular, sensação de "ouvido tampado", barotrauma, pólipo no interior da orelha interna e perda auditiva neurossensorial súbita. .(YAMASHIRO e SOUZA;2007)
    • O câncer das vias aéreas e digestivas superiores, como, por exemplo, o câncer de orofaringe, compreende um grupo de tumores que se distribuem por diversas regiões anatômicas. Para a maioria das localizações os principais fatores de risco são o tabaco e o álcool. (PATRONIERI,2006)
    • Danos cromossômicos em células esfoliadas da mucosa bucal ocorrem mesmo diante de fraca exposição ao tabaco e ao álcool isoladamente e esta condição pode ser aumentada quando da combinação dos dois fatores.(FREITA et al.,2005)
    • Enquanto o álcool representa fator de risco mais significante em 7,18% dos casos de câncer de boca e de orofaringe, o tabaco representa 18,47%.(KOWALSKI,SOUZA;2001)
    • A nicotina é o maior constituinte do tabaco e é também responsável por causar sua dependência. Seus efeitos carcinógenos associam-se a produtos de sua metabolização como, por exemplo, nitrosaminas; ação inibitória sobre a apoptose, sendo considerada um promotor de tumor; alterações e deleções no DNA.(PRADO,TAVEIRA,2003)

 

 

spacer